fbpx

Conteúdo e esporte são dois negócios intrínsecos. Se as competições e atividades de superação de limites físicos dos seres humanos são tão poderosos, se deve muito na transformação delas em histórias, linguagem, narrativas, captação, edição, transmissão, comercialização… Há pouco mais de dois meses concilio minha vida na minha agência de conteúdo estratégico, a 14 (www.14.ag), com o primeiro cargo executivo na área de esporte, como Vice Presidente de Marketing do C.R. Vasco da Gama. Desde então, percebo mais claramente o mar de oportunidades que existem para se desenvolver no mercado brasileiro.

Na maior parte dos clubes, direitos de imagens ainda são entendidos como algo referente a transmissões dos eventos, competições, etc. Há um mar vindo do que costumo chamar “conteúdo off-broadcast”. A Tsunami tá se formando e vai vir forte nos próximos anos. O que ainda falta pra mexer de vez com este mercado é a entrada de um grande player investidor. Os clubes têm todos, ou profundas dificuldades financeiras para investir, ou cultura arraigada em ser mídia e não publisher da sua própria história e paixão. Para ambas, o que falta é a visão de alguém de fora, capaz de se aproveitar em parte da fragilidade existente para se dar bem demais.

Existem players que já investem (pouco) em produzir e (alguns muito em) distribuir tudo que é off-broadcast. O segredo estará na produção intensa, atrelada a um investimento forte nos clubes e federações, seja a título de antecipação, royalties ou o que for, que faça estes detentores de conteúdos entenderem que existe dinheiro pra se ganhar em um lugar para o qual ninguém nunca olhou.

Globo, Esporte Interativo/Turner, ESPN, Netflix, Facebook, Google, FOX e tantas outras, ainda medem a hora de fazer a tsunami rodar, mas estão todos a postos, cientes de que há muito mais por vir na relação de consumo on-demand do torcedor, assim como já fazem, brilhantemente, a NBA e a NFL. A WSL também caminha bem por este caminho.

A bola tá quicando, a onda tá subindo, já já a rede vai balançar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *